sexta-feira, novembro 16, 2007

Rea(r)mar


Rê,
Amar-te, rêamar,
rearmar,
no rêmar contra,
Para se render!

Re-amor não tem fim
Pois no dia que houver,
Só não recomeçou...


Augusto Sapienza (índice de posts de Augusto)

2 comentários:

Marcos Côrtes disse...

Quem é vivo sempre aparece : )

Larissa Marques disse...

re-aprendo ser humano todos sempre! lindo!